Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

The Nameless Blog

Já foi “Som das Letras” e um narcisista “Blogue da Paula”. Foi um prolongamento da eterna ínsula, tendo sido denominado como “Ilha Paula”. Hoje, é um blogue sem nome para que seja aquilo que sempre foi: um blogue sobre tudo e nada.

The Nameless Blog

Já foi “Som das Letras” e um narcisista “Blogue da Paula”. Foi um prolongamento da eterna ínsula, tendo sido denominado como “Ilha Paula”. Hoje, é um blogue sem nome para que seja aquilo que sempre foi: um blogue sobre tudo e nada.

40 anos de liberdade

Eu, filha da democracia, grito a liberdade, corto com as correntes. Eu, pessoa que nunca viveu na ditadura, comemoro uma data que fez do meu país um pedaço de terra de pensamento livre, sem amarras, sem opressão.

 

Como forma de comemorar os nossos 40 anos de liberdade, deixo-vos as músicas que marcaram a data que mudou Portugal.

 

Na noite de 24 de Abril de 1974, Otelo Saraiva de Carvalho instala-se secretamente com um grupo de militar no quartel da Pontinha. Às 22h55, é transmitida a canção “E Depois do Adeus”, de Paulo de Carvalho. Era um dos sinais previamente combinado pelos golpistas e que desencadeia a tomada de posições da primeira fase do golpe de estado.

 

Meia-noite e vinte minutos. 25 de Abril de 1074. O segundo sinal dos golpistas é transmitido, uma vez mais através de música. A Rádio Renascença transmitia a canção “Grândola, Vila Morena”, de Zeca Afonso, sinal que confirmou o golpe e marcou o início das operações.