Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

The Nameless Blog

Já foi “Som das Letras” e um narcisista “Blogue da Paula”. Foi um prolongamento da eterna ínsula, tendo sido denominado como “Ilha Paula”. Hoje, é um blogue sem nome para que seja aquilo que sempre foi: um blogue sobre tudo e nada.

The Nameless Blog

Já foi “Som das Letras” e um narcisista “Blogue da Paula”. Foi um prolongamento da eterna ínsula, tendo sido denominado como “Ilha Paula”. Hoje, é um blogue sem nome para que seja aquilo que sempre foi: um blogue sobre tudo e nada.

Sugestões de leitura

Estes dois livros acompanharam-me na minha última viagem a São Miguel. Um deles - Quando éramos mentirosos - começou a ser lido uns dias antes de partir para os meus dias de retiro insular e terminei-o nos meus primeiros dias em terras de bruma; o outro - O segredo do meu marido  - foi lido do início ao fim com o embalo das ondas, de tal forma avassaladora que, na viagem de regresso à capital do reino, já tinha nada para ler (o desespero de 2 horas de viagem sem leitura!!!).

 

Quando éramos mentirosos, E. Lockhart

"A família Sinclair parece perfeita. Ninguém falha, levanta a voz ou cai no ridículo. Os Sinclair são atléticos, atraentes e felizes. A sua fortuna é antiga. Os seus verões são passados numa ilha privada, onde se reúnem todos os anos sem excepção. É sob o encantamento da ilha que Cadence, a mais jovem herdeira da fortuna familiar, comete um erro: apaixona-se desesperadamente. Cadence é brilhante, mas secretamente frágil e atormentada. Gat é determinado, mas abertamente impetuoso e inconveniente. A relação de ambos põe em causa as rígidas normas do clã- E isso não pode acontecer.

Os Sinclair parecem ter tudo. E têm, de facto. Têm segredos. Escondem tragédias. Vivem mentirar. E a maior de todas as mentiras é tão intolerável que não pode ser revelada. Nem mesmo a si."

 

E. Lockhart, pseudónimo de Emily Jenkins, foi finalista do National Book Award, bem como do Michael L. Printz Award. Tem um doutoramento em Literatura Inglesa e dedica-se sobretudo à literatura juvenil. 

 

O segredo do meu marido, Liane Moriarty

"Cecilia encontrou a carta acidentalmente. Na penumbra do sotão envelhecido por anos de pó e abandono, soube de imediato que não devia lê-la. Que devia devolvê-la ao seu esconderijo, fingir nunca a ter encontrado e respeitar a vontade do marido. Afinal, amava John-Paul. Juntos, tinham três filhos e uma vida sem sobressaltos. Argumentos que de pouco serviram perante a sua curiosidade crescente. E quando começou a ler, o tempo parou.

A confissão de John-Paul fulminou-a como um raio, dividindo a sua vida em dois: o antes e o depois da carta. Cecilia fica perante uma escolha impossível. Se o passado do seu marido for revelado, tudo o que construíram será destruído. Mas o silêncio terá um efeito igualmente devastador. Porque há segredos com os quais não se pode viver ..."

 

Antes de se dedicar à escrita, Liane Moriarty trabalhou numa editora de livros jurídicos e como copywriter por conta própria. O segredo do meu marido é o seu quinto romance e será em breve adaptado ao cinema. A autora vive actualmente na Austrália com o marido e os dois filhos irrequietos.

 

Hope you enjoy it!

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.