Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

The Nameless Blog

Já foi “Som das Letras” e um narcisista “Blogue da Paula”. Foi um prolongamento da eterna ínsula, tendo sido denominado como “Ilha Paula”. Hoje, é um blogue sem nome para que seja aquilo que sempre foi: um blogue sobre tudo e nada.

The Nameless Blog

Já foi “Som das Letras” e um narcisista “Blogue da Paula”. Foi um prolongamento da eterna ínsula, tendo sido denominado como “Ilha Paula”. Hoje, é um blogue sem nome para que seja aquilo que sempre foi: um blogue sobre tudo e nada.

Philomena

Quando se assiste a uma verdadeira obra de arte, não existem palavras suficientemente boas para descrever aquilo que sente. Assim sendo, remeto-me ao silêncio e partilho a magia de Philomena apenas pelo seu trailer.

 

Desta vez, o filme chegou a mim primeiro do que o livro. Fiquei tão cheia com as imagens e com a história que, quando terminei de assistir ao filme, às altas horas da noite de um fim-de-semana caseiro, a minha vontade era encontrar a livraria mais próxima e comprar a obra que inspirou o filme - O Filho Perdido de Philomena Lee, de Martin Sixsmith.
Há muito tempo que não assistia a um filme que me enchesse desta forma!
Judi Dench é enorme!