Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

The Nameless Blog

Já foi “Som das Letras” e um narcisista “Blogue da Paula”. Foi um prolongamento da eterna ínsula, tendo sido denominado como “Ilha Paula”. Hoje, é um blogue sem nome para que seja aquilo que sempre foi: um blogue sobre tudo e nada.

The Nameless Blog

Já foi “Som das Letras” e um narcisista “Blogue da Paula”. Foi um prolongamento da eterna ínsula, tendo sido denominado como “Ilha Paula”. Hoje, é um blogue sem nome para que seja aquilo que sempre foi: um blogue sobre tudo e nada.

Circo de Natal da Aldeia

Hoje foi a festa de Natal da escola do Francisco. A primeira! Foi também a minha primeira festa de Natal rodeada de crianças e não podia vir para casa com o coração mais cheio de amor como hoje vim.

Um pouco ensonados, saímos os três numa manhã de nevoeiro em direção ao local da festa. Ligeiramente atrasados, como uma boa parte dos pais, deixamos o nosso petiz ao cuidado das educadoras e auxiliares para que fossem preparados para a festa de Natal, cujo tema esteve nos segredos dos deuses até à entrada dos pais no auditório.

 

A participação do nosso pequenino foi mínima, tendo em consideração a idade dele e dos amiguinhos de sala, mas não podia ter sido melhor!

 

O tema da festa foi "O circo de Natal da Aldeia" e houve de tudo ... Homens fortes, bailarinas, tigres e palhaços. 

A sala do Francisco foi de palhacinhos e estavam tão lindos!

 

Eu, mãe babada, mantive um sorriso parvo estampado na cara nos poucos minutos que os mais pequeninos entraram em cena, mas foi a entrada dos alunos, por sala, que me fez ficar com um nó na garganta para não me desfazer em lágrimas. Turma a turma, acompanhados com as respectivas auxiliares e educadoras, foram entrando em palco, tendo sido os mais pequeninos que fecharam a cena. 

Ver o nosso Francisco entrar ao colo que uma das auxiliares e vê-lo envolvido numa actividade conjunta foi uma sensação fantástica! Isso de ser mãe muda mesmo uma pessoa. O nosso coração numa mais fica como antes e as lágrimas de felicidade são fáceis de aparecer.

 

Foram quase 3 horas de espectáculo. 

 

Para além das actuações sob o tema do circo, foi possível ver o que os mais velhos já aprenderam nas aulas de judo e de inglês.

 

No fim, cada criança recebeu uma prendida e um lanchinho.

 

Regressamos a casa ébrios de felicidade e de coração cheio.

 

A preparar o Natal #6

Há dias, o meu marido perguntou o que eu queria para o Natal. Eu respondi que não queria nada e estava a ser sincera. De facto, numa primeira análise, não necessito de nada material para me completar. Felizmente, tenho a possibilidade de comprar aquilo que quero e, quando existe alguma coisa que está acima das minhas condições financeira, fico quieta no meu canto, viro a página e continuo com a minha vida depois de ver que não necessitava realmente daquilo.

 

Apesar desse diálogo à hora de jantar, é inevitável passar os olhos por alguns produtos e começar a pensar que seria engraçado ter como prendas de Natal. Não são bens de extrema necessidade, mas fariam com que o meu sorriso fosse maior naquela noite.

 

Marido, se passares por olhos por este post podes (e deves) escolher uma das sugestões.

Homens em geral, depois não digam que as mulheres são uns seres super-complicados e nunca sabem o que oferecer. Elas dão as pistas. Basta estarem atentos.

 

Família e amigos, basta escolher qual oferta cabe a quem. Se preferirem, algumas poderão ser transferidas para o mês de Maio.

 

Aqui vai disto:

 

culto decor.jpg

 

Esta seria uma prenda mais para a família do que para mim.

Custa 21€ e pode ser encontrada na Culto Decor. 

happily.jpg

 

Idem. Aspas.

Custa 39,80€ e ficaria o máximo na parede do nosso quarto. 

 

 

 

huawi p9 lite.jpg

 

Huawei P9 Lite Dourado.

O meu telemóvel está quase a entrar na era pré-histórica e sem capacidade para metade das aplicações que preciso.

Custa 299,99€ e era coisa que me fazer sorrir até ao Natal de 2020, mais coisa, menos coisa.

 

 

mama.jpg

 

Yes, she needs.

Novamente da Culto Decor e custa 13€ 

 

 

meias.jpg

 

Again the wine. I really miss a glass of wine. 

Custam $ 6,49. É fazer o câmbio, visitar a Fairy Season e oferecer as meias que toda a gente gostaria de receber no Natal.

 

gazelle adidas.jpg

 

Os ténis do momento. As Gazelas, como as chamo. 

Pode ser esta cor ou outra qualquer. 
Custam os olhinhos da cara, mas tenho uma pancada por ténis e não posso fazer nada contra isso.

99,95€ que é para parecer que é barato.

 

all stars.jpg

 

Os intemporais All Stars.

Em branco, se faz favor.

64,99€ ... caras como o raio!

 

 

 

mealheiro-travel.jpg

 

Again a Culto Decor.

Esta loja era menina de me levar à falência à conta dos artigos fantásticos que tem.

Sendo eu uma rapariga dada às viagens, quer seja pela via pessoal, quer pela vida profissional, esta caixa (que é um mealheiro) ficaria a matar na minha estante.

São 30€

 

camoes.jpg

 

Para fazer companhia ao busto do Fernando Pessoa.

Não consigo encontrar o valor, pois não me recordo do nome da loja. Mas é fácil ... é aquela lojinha pequenina no Chiado. Fácil de chegar, não? 

 

 

 

A preparar o Natal #5

Como sabem, o Francisco está no infantário desde meados de Novembro e, como seria de esperar, a escola pediu aos pais que fizessem um trabalho alusivo ao Natal. Este ano escolheram uma Árvore de Natal em miniatura e feita com materiais recicláveis.

 

O Francisco, coitadinho, tem uma mãe com duas mãos direitas e um pai com duas mãos esquerdas. Não somos nada prendados nessas coisas de trabalhos manuais e, mesmo fazendo uma pesquisa ligeiramente exaustiva na net, nunca nos sentamos para fazer o primeiro trabalho do nosso herdeiro. Somos uns desnaturados, nós sabemos.

 

Felizmente para o Francisco, a avó materna trabalha numa escola e está habituadíssima a estas andanças.

Em conversa com mamãe, disse-lhe que o neto precisava levar uma Árvore de Natal para a escola. Expliquei o que era pretendido e o que já tinha pensado fazer. Mamãe meteu as mãos na massa, fez duas Árvores de Natal e mandou-as por correio para que escolhêssemos a que achávamos ser mais adequada a um bebé.

As Árvores chegaram e adoramos ambas. Escolhemos a que achamos ser mais simples e, logo, mais próxima de um trabalho que poderia ter sido feito pela educadora do Francisco.

 

 

Obrigada, mãe!

Um dia o teu neto vai saber que o seu primeiro trabalho da escola foi feito pelas habilidosas mãos da avó Aldina.

 

 

Mais uma vez, por razões alheias à proprietária do blogue, não é possível mostrar as fotografias das Árvores de Natal.

Em momento oportuno, voltarei ao assunto e mostrarei as imagens em falta.