Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

The Nameless Blog

Já foi “Som das Letras” e um narcisista “Blogue da Paula”. Foi um prolongamento da eterna ínsula, tendo sido denominado como “Ilha Paula”. Hoje, é um blogue sem nome para que seja aquilo que sempre foi: um blogue sobre tudo e nada.

The Nameless Blog

Já foi “Som das Letras” e um narcisista “Blogue da Paula”. Foi um prolongamento da eterna ínsula, tendo sido denominado como “Ilha Paula”. Hoje, é um blogue sem nome para que seja aquilo que sempre foi: um blogue sobre tudo e nada.

Dia da Mãe antecipado

Hoje, foi dia de comemorar o Dia da Mãe na escola do Francisco. Recebi o convite há já algum tempo e aguardava, ansiosamente, pela manhã do dia 5 de maio. Era uma espécie de manhã de Natal. Era a minha primeira festa de Dia da Mãe na escola do herdeiro.

 

Manhã de 5 de Maio: o herdeiro acordou às 6h45. Queria comer. Comeu e não quis mais dormir. Tirei-o do berço e colocá-lo no meio de nós os dois (sim, podem vir com todos os contras dos bebés dormirem com os pais), algo que, normalmente o acalma e faz com que adormeça novamente, mas desta vez não. Senhor Francisco, no alto dos seus 11 meses, queria palheta e brincadeira. Não dormia, nem deixava dormir e,como diz o ditado, se não o(s) consegue(s) vencer, junta -te a ele(s). Levantei -me e deixei o miúdo com o pai. Fui tomar o pequeno-almoço e todas as demais coisas necessárias de fazer quando se acorda. Vesti-me e saí para tomar café. Voltei para casa e o rapaz continuava com toda a força. Foi altura de passagem de testemunho e o psi foi preparar-se, para que, quase na hora de sairmos, ser a vez de preparar o Francisco para a escola.

 

Pelas 8h30 já estavam os três prontos e é nesta altura que o miúdo começa a sentir o sono! Queres dormir, filho? Temos pena! Está na hora de irmos para a escola.

 

Chegada à escola, o pai regressou a casa e deixou -nos por lá. Fui directa para a sala do Francisco, onde já estavam as restantes mães, educadora e a professora de ioga que nos ia ensinar uns truques para os bebés.

 

Tudo estava a correr bem até que o primeiro bebé começou a chorar que, por simpatia, todos os outros quiseram imitar. Um berreiro que Nossa Senhora nos acuda! Mas toca de fazer ioga que é para ver os bebés acalmam e acalmaram, aos poucos ... todos menos o meu que só queria dormir e estava a achar toda aquela bonito demasiadamente estranha. Chorava que só visto! Chorava como quem dizia "mas o que está a acontecer nesta sala que costuma estar tão vazia? Quem são estas senhoras? Mas que raio de movimentos são estes? Deixem -me em paz! Quero dormir!".

 

Felizmente, a tortura do herdeiro só durou 35 minutos. Acabamos o ioga que saiu furado dos planos (pelo menos dos meus planos) e recebemos a oferta que os nossos filhotes fizeram com a ajuda da educadora - o verdadeiro momento alto do dia. Fotografia para mais tarde recordar e toca a correr para o trabalho.

 

 

 

 

 

11 meses de Francisco

Engatinha pela casa toda; faz -nos andar com um olho em cada fio de cabelo; já se põe de pé sozinho agarrado ao sofá; já tem mais uns dentinhos a aparecer; compreende quando faz algo que não deve; dá umas gargalhadas deliciosas; cresce diariamente e também diariamente está a deixar se ser bebé.

 

Já são 11 meses de ti, meu amor maior.