Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

The Nameless Blog

Já foi “Som das Letras” e um narcisista “Blogue da Paula”. Foi um prolongamento da eterna ínsula, tendo sido denominado como “Ilha Paula”. Hoje, é um blogue sem nome para que seja aquilo que sempre foi: um blogue sobre tudo e nada.

The Nameless Blog

Já foi “Som das Letras” e um narcisista “Blogue da Paula”. Foi um prolongamento da eterna ínsula, tendo sido denominado como “Ilha Paula”. Hoje, é um blogue sem nome para que seja aquilo que sempre foi: um blogue sobre tudo e nada.

A preparar o Natal #8

A fingir que percebo bué de moda.

 

 

Festas natalícias são, para mim, sinómino de bom gosto, de brilho e de comforto.

 

Foi com base nestas três premissas que fiz uma pesquisa de uns outfits (xiii ... já falo em inglês e tudo) mesmo porreirinhos para os ajuntamentos habituais desta altura do ano: jantares com amigos, jantares da empresa, jantares com familiares, you name it e que me irão inspirar para o meu primeiro Natal com a família que estamos a construir.

 

pinterest.jpg

Gosto. Look em preto quase total, apenas com a saia dourada.

Um look simples mas que fará um tcham aquando da sua entrada. 

 

 

pinterest3.jpg

Um misto.

Saia plissada e saltos que dão o ar mais sofisticado que se pretende para a ocasião e uma camisa  mais casual que dá um ar mais confortável.

 

pinterest4.jpg

Tirando os sapatos que não há necessidade de serem tão altos e tão bicudos à frente, a não ser que queiram matar baratas nos cantos, este conjunto é perfeito para o que se pretende, com a ganga a dar o ar casual e confortável.

 

saia zara.jpg

O look mais provavél para a noite de Natal, visto a saia já morar no meu guarda-roupa. 

Resta encontrar a combinação perfeita para a parte superior do corpo e o sapatinho suficientemente confortável e estamos feitas.

 

 

Como preferem estar nestes eventos? Mais confortáveis ou glamorosas?

 

 

Todas as imagens foram surripadas do Pinterest.

 

 

A preparar o Natal #7

presepio.jpg

E viva o Natal!

Viva à hipocrisia das pessoas que nesta altura fica ainda mais apurada.

Viva aos que batem no peito e afirmam serem bons cristãos, mas que são os primeiros a fazerem cara feia quando esbarram com os que são, aparentemente diferentes deles.

Viva aos que só se lembram dos pobres, dos mendigos e dos sem-abrigo quando têm uma árvore iluminada dentro de casa.

 

Circo de Natal da Aldeia

Hoje foi a festa de Natal da escola do Francisco. A primeira! Foi também a minha primeira festa de Natal rodeada de crianças e não podia vir para casa com o coração mais cheio de amor como hoje vim.

Um pouco ensonados, saímos os três numa manhã de nevoeiro em direção ao local da festa. Ligeiramente atrasados, como uma boa parte dos pais, deixamos o nosso petiz ao cuidado das educadoras e auxiliares para que fossem preparados para a festa de Natal, cujo tema esteve nos segredos dos deuses até à entrada dos pais no auditório.

 

A participação do nosso pequenino foi mínima, tendo em consideração a idade dele e dos amiguinhos de sala, mas não podia ter sido melhor!

 

O tema da festa foi "O circo de Natal da Aldeia" e houve de tudo ... Homens fortes, bailarinas, tigres e palhaços. 

A sala do Francisco foi de palhacinhos e estavam tão lindos!

 

Eu, mãe babada, mantive um sorriso parvo estampado na cara nos poucos minutos que os mais pequeninos entraram em cena, mas foi a entrada dos alunos, por sala, que me fez ficar com um nó na garganta para não me desfazer em lágrimas. Turma a turma, acompanhados com as respectivas auxiliares e educadoras, foram entrando em palco, tendo sido os mais pequeninos que fecharam a cena. 

Ver o nosso Francisco entrar ao colo que uma das auxiliares e vê-lo envolvido numa actividade conjunta foi uma sensação fantástica! Isso de ser mãe muda mesmo uma pessoa. O nosso coração numa mais fica como antes e as lágrimas de felicidade são fáceis de aparecer.

 

Foram quase 3 horas de espectáculo. 

 

Para além das actuações sob o tema do circo, foi possível ver o que os mais velhos já aprenderam nas aulas de judo e de inglês.

 

No fim, cada criança recebeu uma prendida e um lanchinho.

 

Regressamos a casa ébrios de felicidade e de coração cheio.