Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

The Nameless Blog

Já foi “Som das Letras” e um narcisista “Blogue da Paula”. Foi um prolongamento da eterna ínsula, tendo sido denominado como “Ilha Paula”. Hoje, é um blogue sem nome para que seja aquilo que sempre foi: um blogue sobre tudo e nada.

The Nameless Blog

Já foi “Som das Letras” e um narcisista “Blogue da Paula”. Foi um prolongamento da eterna ínsula, tendo sido denominado como “Ilha Paula”. Hoje, é um blogue sem nome para que seja aquilo que sempre foi: um blogue sobre tudo e nada.

Lenda "A coroa da igreja de Nossa Senhora da Luz"

Hoje, 8 de Setembro, é o dia que a terra que me viu nascer festeja a sua padroeira e, para comemorar esta data, transcrevo uma das suas lendas.

 

"Há muitos anos atrás, os habitantes dos Fenais da Luz, na ilha de S. Miguel, resolveram construir a sua igreja paroquial para poderem ouvir missa sem terem de se deslocar a outra freguesia. Depois de encontrarem o melhor local para erigirem o templo, iniciaram a sua construção. Apesar da enorme vontade dos habitantes, os problemas começaram a surgir cedo porque não tinham nem madeira, nem pedra nem água para usarem na contrução do templo.

No entanto, movidos pela fé, as pessoas não desanimaram e aproveitaram a água das poças que se formavam nas rochas depois da chuva. A água era acartada e armazenada cuidadosamente para mais tarde ser utilizada.

As pedras foram cortadas das rochas que ficavam junto ao mar e empilhadas para depois serem acartadas às costas pelos homens, para o lugar destinado à construção da igreja. No entanto, para grande admiração de todos, as lajes apareciam junto da nova igreja sem que nenhum homem as transportasse para lá.

A partir de certa altura, os construtores começaram a ter dificuldade para continuarem com a obra, porque no local não havia madeira. No entanto, começaram a aparecer junto à costa enormes troncos de árvores que foram imediatamente aproveitados pela população para prosseguirem com as obras do seu templo.

Apesar de todas as dificuldades, a construção da igreja começou a tomar forma, embora muito devagarinho, porque todos os dias os habitantes tinham que ultrapassar as muitas dificuldades que iam surgindo.

Quando a igreja estava praticamente concluída, os trabalhadores depararam-se, novamente, com falta de madeira. Dias depois uns pescadores da freguesia encontraram nos baixios da freguesia uma enorme madre que rebocaram para terra. Um grupo de pescadores de Rabo de Peixe quando ouviu falar da madre dirigiu-se ao local e levou-a para a sua freguesia. No dia seguinte, a madre voltou a aparecer no porto dos Fenais da Luz, deixando todos os habitantes muito contentes.

Os trabalhos de construção da igreja foram retomados e a madeira devidamente cortada. Quando os trabalhadores serravam a madeira encontraram, no seu interior, uma linda coroa. O padre guardou-a com muito cuidado até à conclusão das obras, altura em que foi transferida para a igreja."

 

 

In, As Lendas no Imaginário Açoriano

Avelino Santos

Lúcia Santos

 

nsl.jpg

 


São muitas as lendas existentes no imaginário das gentes das ilhas.

Esta, se bem que ligeiramente diferente da forma que sempre ouvi, é apenas um exemplo daquilo que aquelas rochas têm para oferecer.

 

 

Setembro, o mês de todos os regressos

E começou Setembro.

O mês do regresso ao trabalho, do regresso às aulas e, no meu caso, do regresso a casa.

Hoje começou a contagem deste mês regresso ao berço.

Mais duas semanas e volto para mais uma ponte aérea até aos braços paternos.

 

Desculpem qualquer coisinha, mas o êxtase é de tal forma grande que as palavras escasseiam.

É isso, portanto!

 

Ilha, estou quase aí!

Pág. 4/4