Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

The Nameless Blog

Já foi “Som das Letras” e um narcisista “Blogue da Paula”. Foi um prolongamento da eterna ínsula, tendo sido denominado como “Ilha Paula”. Hoje, é um blogue sem nome para que seja aquilo que sempre foi: um blogue sobre tudo e nada.

The Nameless Blog

Já foi “Som das Letras” e um narcisista “Blogue da Paula”. Foi um prolongamento da eterna ínsula, tendo sido denominado como “Ilha Paula”. Hoje, é um blogue sem nome para que seja aquilo que sempre foi: um blogue sobre tudo e nada.

Portugal à Gargalhada

Foi no penúltimo dia de Janeiro que assisti à peça em cena no Teatro Politeama mas, como coincidiu com a véspera de um dos dias mais tristes da minha vida, tenho deixado este post para núpcias futuras. Entretanto, um mês já se passou e, por mais difícil que seja a perca, a vida continua e o blogue must go on.

IMG_20150303_212459.jpg

Há um ano atrás, tive a minha estreia de revistas à portuguesa. Um pouco preconceituosa com o género, fui após ter ganho um convite duplo para assistir a peça (podem ler tudo sobre a minha estreia no público de uma revista aqui). Gostei tanto que, quando soube que La Féria iria ter outra revista em cena, fiquei ansiosa para assistir. Porém, ao contrário do que aconteceu em 2014, não sai assim tão cheia do Portugal à Gargalhada.

Sim, os actores são fantásticos. Quem pode apontar um dedo à grandiosidade profissional de José Raposo, de Maria João Abreu, de Joaquim Monchique e de Marina Mota? Sim, a revista tem momentos muito engraçados, nomeadamente a cena do Panteão e dos grandes nomes que lá repousam. Mas lá está ... um mês de pois, estou aqui sentada a escrever e tento, arduamente, recordar-me de canções ou de cenas que me tenham marcado e, excluíndo a que já referi, não me ocorre mais nenhuma, ao contrário do que aconteceu com a Grande Revista à Portuguesa que, ainda hoje, quando estou com alguns amigos que também assistiram à Revista e falamos da Joana Vasconcelos, um de nós saí-se com um sonoro Joanaaaaa ....

portugalagargalhada.jpg

Contudo, apesar de não ter saído cheia, tenho planos de regressar em breve ao Politeama para assistir à encenação de O Principezinho.

Para mais informações, visite o site do Teatro Politeama.

 

 

 

A nova Pousada de Portugal

A abertura está prevista para Junho e será no Terreiro do Paço de se irá encontar a Pousada de Lisboa - Pestana Monumental Hotel - no edifício que em tempos foi o tecto do Ministério da Administração Interna e uma esquadra de polícia.

A mais recente Pousada do Grupo Pestana incluirá 90 quartos, divididos por quartos Classic, Superior, Deluxe, Duplex e Suites com vista para o rio. Terá, ainda, um spa, piscina, sauna, sala de tratamentos e fitness center, bem como dois bares e um restaurante, no piso térreo, com capacidade para 80 lugares, com vista para a Praça. 

 

A abertura será apenas para o Verão mas já pode reservar a sua estadia, usufruindo de descontos de venda antecipada. É só clicar aqui, escolher a data que mais lhe convém e esperar.

Em modo ligeiramente deprê!

Por maiores ou menores que sejam as férias, elas são isto mesmo – férias: uma fuga à rotina, às responsabilidades profissionais, à agenda e aos compromissos e, por tudo isso e mais alguma coisa que me tenha falhado, o primeiro dia de regresso à vida adulta é sempre doloroso. É o acordar assustado pelo som ensurdecedor do despertador, depois de uma noite pouco dormida; é a lufa-lufa dos transportes públicos cheios; é o sentar-se à secretária e levar uma hora, no mínimo, a verificar os e-mails que chegaram na sua ausência; é o meter-se a par das novidades que decorreram neste intervalo; é estar com um mau humor depressivo típico de um primeiro dia pós-férias. Depois, começas rapidamente a entrar no ritmo e a dar vazão ao trabalho que ficou pendente e aos novos pedidos que apareceram.

 

E, é devido ao parágrafo acima, que ainda não é hoje que o post sobre a viagem sairá.

Lamento deixar-vos com água na boca mas o trabalho chama-me!

Pág. 4/4