Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

The Nameless Blog

Já foi “Som das Letras” e um narcisista “Blogue da Paula”. Foi um prolongamento da eterna ínsula, tendo sido denominado como “Ilha Paula”. Hoje, é um blogue sem nome para que seja aquilo que sempre foi: um blogue sobre tudo e nada.

The Nameless Blog

Já foi “Som das Letras” e um narcisista “Blogue da Paula”. Foi um prolongamento da eterna ínsula, tendo sido denominado como “Ilha Paula”. Hoje, é um blogue sem nome para que seja aquilo que sempre foi: um blogue sobre tudo e nada.

Las Vegas Reportagem | Dia 1

Las Vegas. A cidade do pecado, de um Elvis em cada esquina, dos casinos, dos casamentos faz-de-conta, da noite, do calor abrasador, dos espectáculos, da Ressaca I e II.

 

Las Vegas. Uma cidade que nunca fez parte da minha lista e que onde estou agora.

Posso, por isso, dizer que conheço Las Vegas? Não! Estou aqui em trabalho até à próxima sexta-feira, com reuniões o dia todo e sem tempo para fazer nada fora do hotel. Mas vamos por partes, que é como quem diz, vamos por dias.

 

DIA 1

Chego ao Aeroporto de Lisboa 3 horas antes da saída do meu voo. Chegando lá, sei que o voo está atrasado e está previsto sair pelas 14 horas. São 2 horas depois da partida prevista e faz com que eu comece a fazer contas para ver se consigo apanhar o voo de ligação. Vou ao balcão despachar a bagagem e, pelo facto da minha ligação ser curta, protegem-me no voo seguinte, aka o primeiro voo do dia seguinte.

São 14 horas, estamos dentro do avião, mas não saímos. Apenas o fazemos às 14h30 e penso que nunca mais vai ser possível apanhar o outro vôo e já me vejo a dormir em casos de folga de Washington.

São 8 horas de voo que, acreditem ou não, fez-se lindamente, mesmo tendo como parceiros de viagem um casal norte-americano,com o seu bebé de 10 meses ... São as maravilhas de ser mãe e matar as saudades do herdeiro.

Chegamos a Washington. Temos de passar pela alfândega, recolher a bagagem, passar pela segurança e dirigirmo-nos para a porta de embarque. Estava a fechar. Corri, corri e corri e consegui chegar a horas. 

 

De Washington a Las Vegas são 5 horas de viagem. Estou perdida nos fusos horários e cansada. Aterro,vou buscar a mala e rezo a todos os santinhos que tenha havido tempo de a colocar a bordo ... Vejo-a, pego nela e vou para a fila de táxis. O primeiro abraço que Las Vegas nos dá é daqueles bem abafados! Que calor, senhores! Não me lembro a que sai do aeroporto, mas o calor era uma coisa monstruosa.

 

Apanho um táxi. Espero que não seja um fogareiro de Las Vegas e que não me engane no trajecto a fazer do aeroporto ao hotel. A viagem é rápida e relativamente económica (certa de 24 dólares).

 

Entro no hotel e é aqui que começo a ver Las Vegas dos filmes. Cada hotel ter um casino, elas todas emperaltadas, eles todos pimpões.

Check-in feito e corro para o quarto. Preciso descansar para a semana que se aproxima.

 

(continua)